FAZER PEQUENOS MILAGRES

Na sua vida anterior, uma carreira bancária de sucesso era tudo para Laurien Meuter ela fazia aquilo que pensava ser esperado dela. Mas
nos últimos seis anos, ela encontrou o propósito da sua vida na forma da Tiny Miracles Foundation, que transformou a sua maneira de ver o mundo para sempre. Falando com Laurien, consegue sentir
a paixão inabalável pelo seu trabalho. “Para fazer este trabalho precisa de estar totalmente convencida que este é o seu propósito, que nada a pode parar. Precisa de determinação e persistência.” Diz ela. “Precisa de ser capaz de olhar para lá do que existe agora, mas na direção daquilo para que está a trabalhar e perceber que aquilo que chamamos felicidade ter uma casa grande, bens materiais, etc é algo totalmente diferente para estas comunidades.”

 

Queremos que as comunidades sintam que podem criar um futuro melhor para elas mesmas e para as suas famílias.

LAURIEN MEUTER

CONSTRUINDO O FUTURO

Laurien e a fundação começaram recentemente a trabalhar com uma comunidade na área tribal, mesmo nos arredores de Mumbai. “O que é bom aqui é que temos espaço,” diz-nos ela com entusiasmo. “Vamos criar uma quinta orgânica, uma colmeia e as crianças podem cultivar as suas próprias plantas para podermos criar um mundo pacífico e agradável. Antes parecia um depósito de lixo! Estamos atualmente a começar a trabalhar com a comunidade vizinha de 650 pessoas este ano, também, o que significa que iremos trabalhar com 2000 pessoas no total.”

“Ao contrário das pessoas de Mumbai, estas populações rurais são bastante desligadas da vida na cidade, por isso iremos introduzi-los às oportunidades que a cidade oferece,” continua. “O que é ótimo aqui, é que os homens são muito mais envolvidos, o que faz uma grande diferença com as relações homem-mulher.”

 

FAZER A DIFERENÇA

“Eu ainda me emociono bastante quando lá estou”, diz Laurien. “Principalmente quando vejo o potencial nos olhos de alguém, especialmente as mulheres e crianças. Podemos mesmo sentir que estão prestes a embarcar numa vida diferente quando começam a acreditar neles mesmos.” Ela conta-nos um exemplo comovente. “Uma vez organizamos uma viagem de dia ao parque aquático para todas as mães. Elas não sabiam nadar,
por isso estiveram deitadas na piscina das crianças com os seus saris, durante todo
o dia. Demos-lhes comida, e alugamos uma carrinha de dois andares. No dia seguinte ouvi as dizer que esse tinha sido o dia mais feliz das suas vidas sem maridos bêbados, sem stress, boa comida. Aí apercebemo-nos o que é realmente a vida.” A energia que Laurien ganha do seu trabalho é integral. “Este preenche um vazio dentro de mim”, conta-nos ela. “Eu aprecio e valorizo mais a minha própria vida e preocupo-me menos com futilidades.”

 

PARTE DA COMUNIDADE

Como uma estranha sem grande experiência num mundo tão remoto, longe da vida corporativa, Laurien apercebeu se cedo que ela estava a tentar encontrar “igualdade” dentro da comunidade. “Mas realisticamente, por mais próximas que sejam as nossas relações, eles nunca serão iguais, porque eu serei sempre aquela com dinheiro. Mas eu sinto que estamos numa grande aventura juntos.”

“À superfície, eu sinto-me totalmente parte da comunidade eles já nem notam a minha presença. Sinto-me segura mesmo na área mais perigosa de Mumbai, porque sei que sou parte deles.”

 

OLHAR PARA A FRENTE

Um dos maiores desafios da fundação
é criar trabalho para os pais. “Porque só quando eles trabalham é que serão capazes de ganhar o seu próprio dinheiro,” diz ela, “o que cria autoconfiança e lhes proporciona escolhas.” Todos os programas da fundação são vocacionados para ajudar as pessoas a criar os seus próprios rendimentos. “Eles sabem que nós não estamos lá para lhes “dar” alguma coisa.” Explica Laurien. “Estamos lá para trabalhar com eles, não para eles.”

Também desenvolveram uma app que permite à fundação medir o seu impacto em tempo real esta até inclui um medidor de felicidade. "É muito emocionante penso que isto pode ser um pequeno avanço nas discussões sobre as medidas de impacto das ONG no mundo. Mas vamos testá-la na Tiny Miracles primeiro!” diz ela.

 

Gostou deste artigo e gostaria de ler mais deste género? Visite a sua loja Rituals e receba a nova revista com muita inspiração de verão. A revista é gratuita para todos os clientes que fazem compras.