Serendipidade: o que significa e como pode acolhê-la na sua vida?

Como homenagem à nossa nova edição limitada de inverno - e já tinha passado algum tempo desde a última que lhe tínhamos trazido (esperamos que esteja tão feliz como nós) - estamos a analisar o fenómeno da serendipidade, ou seja, quando nos tropeçamos com algo positivo que não estávamos à espera. Apesar de normalmente acontecer por acaso, será possível termos mais eventos de serendipidade na nossa vida? Neste artigo, vamos analisar algumas dicas e truques e ver se podemos ajudá-lo(a) a libertar-se um pouco e a receber de braços abertos a alegria inesperada.

 

A origem da serendipidade

A palavra serendipidade foi cunhada pelo escritor e político inglês Horace Walpole, em 1754, como alusão a Serendip, antigo nome do Sri Lanka. Inspirou-se no conto de fadas Os Três Príncipes de Serendip que, por sua vez, foi escrito por um autor italiano. Nessa história, os três irmãos tropeçavam em descobertas felizes sem as procurarem, o que levou a que Walpole inventasse uma nova palavra para descrever tal ocorrência: serendipidade (acaso feliz).

 

O que significa serendipidade?

É fácil procurar a definição do dicionário desta palavra; na verdade, já o fiz para si. Segundo o dicionário de Cambridge, “serendipidade: permitir os encontros casuais e aceitar que o que se encontra não é necessariamente o que se procurava”. Muito bem, mas infelizmente não nos diz como é que podemos ter mais serendipidade na nossa vida. Mas isso não seria também o contrário do que é serendipidade? Se fizermos algo para a incitarmos ou controlarmos, deixa de ser algo que não procurávamos, certo?

 

Talvez não seja bem assim. Podemos argumentar que estamos rodeados de serendipidade, simplesmente não a vemos. Mas na verdade, trata-se de sermos mais conscientes relativamente a tudo o que nos acontece, mais atentos a todas as ligações que temos e de estarmos mais em contacto com tudo o que nos rodeia na vida. Não é o próprio ato da atenção que nos convida a ver, viver e descobrir coisas que de outra maneira passariam despercebidas? A serendipidade pode proporcionar felicidade e simples prazeres ao nosso dia a dia e o fator surpresa associado ao puro acaso tem a capacidade de ativar a nossa mente, de nos estimular a pensar, de nos levar mais além e de nos fazer aprender mais. Tendo isto em conta, também há a possibilidade de promover pessoalmente a ocorrência de serendipidade, de acasos felizes e deixar que se desenrolem constantemente. 

 

Preste atenção

Será que é tão simples quanto abrandar, encontrar paz de espírito e prestar um pouco mais de atenção? Será que termos mais consciência das pequenas coisas incentiva a que a sorte, a possibilidade e a oportunidade batam mais vezes à nossa porta? Na verdade, sim! Por vezes estamos tão envolvidos nas nossas tarefas diárias que nem sequer paramos para ver o que se passa à nossa volta. Pense na sua viagem de hoje para o trabalho, consegue lembrar-se de cada minuto? Se foi de autocarro, lembra-se do que é que a pessoa que ia sentada ao seu lado tinha vestido? Estar presente no momento, acreditar na existência da serendipidade vai ajudar a reconhecer os detalhes, os momentos ou as circunstâncias que podem mudar a sua vida.

 

Tenha a mente aberta

Reconhecer um momento como potencialmente significativo para si pessoalmente é o que distingue a serendipidade da sorte. A sorte simplesmente acontece; a serendipidade é quando temos consciência do potencial de alguma coisa e tentamos transformar algo fortuito em algo vantajoso. Abra o seu coração, espere o inesperado e abra a sua mente às possibilidades infinitas que tem à sua volta.

 

Tenha curiosidade

A maior parte das invenções são subprodutos de momentos de serendipidade. Os Post-it usam cola que foi considerada um falhanço porque não colava o suficiente. Os raios-X, a penicilina, as saquetas de chá, o micro-ondas… todas estas descobertas foram acidentais. São exemplos de pessoas que se fazem perguntas e que são curiosas. Em vez de deitar for a cola que não servia, alguém se perguntou se podia usá-la para colar marcações no seu livro para não as perder. 

 

Compre Serendipity, a nova edição limitada de inverno

Concebida para nutrir a alma com a alegria do inesperado, a coleção Serendipity é um maravilhoso tributo à noção de que a felicidade é maior quando é inesperada. Abra o seu coração e espere o inesperado, celebre a beleza da atenção e deixe-se invadir pelo prazer infinito da felicidade. Deixe que a serendipidade aconteça e celebre o seu encanto e otimismo intermináveis.

Laura Wabeke

Laura Wabeke

Tradutora, editora e copywriter, Laura Wabeke tem um fascínio pelas palavras e pelas inúmeras formas inovadoras em que podemos utilizá-las para nos expressarmos. Depois de nove anos a trabalhar por conta própria – entre a indústria de viagens, agências de meios de comunicação, publicidade e edição de livros –, agora, esta copywriter in-house é fluente em ioga, meditação, mindfulness e em adotar a filosofia da marca de encontrar beleza e felicidade nas pequenas coisas.