5 formas de ativar a gratidão sem ser escrever um diário

Quer uma atitude de gratidão mas não tem tempo de escrever um diário? Aqui ficam 5 formas cientificamente provadas de a ativar no seu dia a dia

A gratidão é o catalisador emocional para gerar alegria, felicidade e compaixão na nossa vida. Mas o dia a dia - as dificuldades e as responsabilidades de equilibrar trabalho, vida social, casa - por vezes implica que podemos perder a atitude de gratidão. No entanto, a gratidão tem o poder de promover o nosso bem-estar de várias maneiras. 

 

Está provado que a gratidão estimula a nossa sensação de amor-próprio e confiançaTambém está mais do que provado de que ao praticar a gratidão, os seres humanos têm mais probabilidade de ter sucesso na vida (pode ler sobre este conceito no livro The Happiness Advantage: How a Positive Brain Fuels Success in Work and Life, de Shawn Achor). A gratidão pode ajudar-nos a sentirmo-nos mais felizes, bem como a reduzir a tensão arterial e a inflamação. 

 

Com isto em mente, pode perguntar-se como praticar a gratidão da melhor maneira. A forma mais popular e mais falada é escrever um diário, que pode ser uma ferramenta extremamente poderosa para cultivar uma atitude de gratidão. No entanto, nem todos temos tempo para apontar os nossos pensamentos e sentimentos ou não nos sentimos inspirados todos os dias. Em vez de lhe dizermos que escreva um diário, aqui ficam 5 formas alternativas a escrever um diário apoiadas pela ciência que vão ativar a sua gratidão para que viva uma vida verdadeiramente preenchida.

 

1. Estimule a gratidão com música 

evidências científicas que provam que a música pode influenciar as nossas memórias. Para adotar a gratidão, primeiro temos de ter memórias pelas quais estar gratos. Revisitar essas memórias é ainda mais poderoso e só de pensar numa canção de que gostamos pode elevar os níveis de dopamina no cérebro. Um estudo concluiu que as canções que ouvimos entre os 12 e os 22 anos têm o maior impacto quando se trata de gerar gratidão e criar memórias duradouras. Portanto, dedique tempo a criar a sua playlist de gratidão e embarque numa viagem pela memória para ativar a sua gratidão e reviver a nostalgia.  

 

2. Memória coletiva 

O #photodump não é apenas uma tendência millennial, mas pode ajudar a ativar sentimentos de gratidão. O photo dump é uma série de fotografias partilhadas num carrossel, com frequência no Instagram. Ao contrário das imagens editadas na perfeição tantas vezes partilhadas online, os photo dumps são uma coleção aleatória de memórias selecionada pelo utilizador que se foca nas coisas ou momentos pelos quais estão gratos. Por exemplo, pode incluir aquele maravilhoso pêssego sumarento que comeu, uma cena outonal ou o seu gato a dormir profundamente. Pode ser divertido publicar essas fotos mensalmente, para no fim do ano ter 12 álbuns de memórias gratas. Um estudo relacionou o uso do Instagram com um aumento da sensação de gratidão, portanto porque não publica um photo dump e vê como se sente? 

 

3. Mensagens em post-its 

Escrever mensagens de gratidão a si próprio(a) pode ter um efeito duradouro no seu dia, se forem escritas de manhã, de acordo com um estudo de gratidão. Pense nas zonas da sua casa que mais frequenta, talvez o espelho da casa de banho, a mesinha de cabeceira ou o frigorífico e dedique tempo a escrever uma pequena mensagem para si. Essas mensagens devem ser curtas e incisivas e devem ser uma celebração do seu ser 

 

Para começar, pense num traço da sua personalidade de que goste. Melhor ainda, pode pedir aos seus amigos e familiares que façam uma descrição de si em três palavras positivas. Pegue num post-it e cole-o num local especial para se lembrar de quão especial é! Também pode escrever uma mensagem num post-it para alguém de quem gosta, colocá-lo num lugar que sabe que essa pessoa vai ver e espalhar ainda mais a sua gratidão.  

 

4. Compre a nível local 

Depois da pandemia, todos ficámos viciados nos clickbaits, desde roupa a produtos alimentares ou presentes, as compras online tornaram-se algo ainda maior do que antes. No entanto, assim que a pandemia recuou, as lojas locais reabriram as suas portas, os restaurantes voltaram a servir comida fresca e os mercados reapareceram, fazendo-nos sentir gratos pelos nossos serviços como nunca antes. Comprar de forma local e sazonal, sobretudo quando se trata de produtos frescos como fruta, vegetais, carne e peixe é muito importante, não só é melhor para o ambiente, mas também é muito mais nutritivo. Além disso, também mostra o nosso apreço pelas pessoas que colhem os alimentos a nível local e está provado que isso tem benefícios significativos para o nosso bem-estar mental. Da próxima vez que pensar em fazer compras num grande supermercado, evite as filas e visite a mercearia local para comprar vegetais sazonais e sumptuosos. 

 

5. Mood board 

Visualizar o que deseja pode trazer uma luz positiva para formular objetivos, mas também nos relembra daquilo por que estamos gratos. Se gostar de contar histórias com imagens, pegue em revistas e livros antigos ou desenhe as coisas que lhe dão alegria e que quer visualizar para o seu ser futuro. Este exercício simples pode parecer infantil, mas criar um mood board (ou, como costumamos chamar-lhe, um quadro de sonhos) dá-nos foco, orientação e propósito. Claro que uma mansão e um carro desportivo podem ser alguns dos seus desejos, mas tente pensar em coisas significativas, como a sua carreira ou família futuras e pergunte-se: o que me faz feliz? 

 

Coloque o seu quadro de sonhos num lugar onde possa vê-lo de cada vez que se sentir perdido(a) ou distraído(a) e dedique um momento a focar-se nele. Um quadro de sonhos funciona melhor se as suas intenções e objetivos vierem de um estado de gratidão e, se feito corretamente, pode fazer com que se aproxime do que quer ser, ao mesmo tempo que lhe permite recordar sentir gratidão pelo que já tem.