Dicas para criar um santuário de meditação em casa

Pode encontrar estúdios de meditação e retiros de mindfulness em praticamente qualquer sítio, desde o topo de uma colina remota no Himalaia, até ao ginásio do seu bairro. Mas em vez de reservar sítio num centro de meditação, porque não criar o seu próprio santuário de meditação em casa? Aqui ficam algumas dicas para o(a) ajudar a criar o retiro de meditação em casa perfeito.

 

Ir a uma aula de meditação pode ser uma ótima forma para quem se está a iniciar nesta prática, para aprender várias técnicas com um professor com experiência. Mas ter aulas exige um investimento substancial de tempo e dinheiro, o que pode dificultar ter aulas de meditação diárias compatíveis com o seu horário e o seu orçamento. Como o ideal é praticar meditação diariamente, ter um espaço para a praticar em casa é fundamental para poder usufruir de benefícios para a saúde como níveis reduzidos de stress, fortalecimento do sistema imunitário e mais felicidade.

 

Na Rituals, há muito que destacamos os benefícios de criar um espaço de meditação em casa. Permite-lhe praticar o que aprendeu nas aulas e, sobretudo, proporciona-lhe um sítio onde pode desligar e encontrar tranquilidade a qualquer hora, no conforto da sua casa.

 

Talvez o(a) assuste a ideia de criar um retiro de meditação em casa: como se escolhe o lugar adequado, como se cria um ambiente calmo e reparador e como se sabe o que fazer sem a orientação de um professor? Para o(a) ajudar, fizemos uma lista de coisas simples que pode fazer para criar o seu espaço de meditação e também lhe oferecemos meditações orientadas às quais pode aceder através do seu dispositivo móvel, em qualquer momento e em qualquer lugar. Para todos os detalhes sobre como criar o santuário de meditação perfeito em casa, aqui ficam algumas dicas mais desenvolvidas.

 

1. Escolha um sítio com luz, calmo e privado

Não precisa de ter uma casa grande para criar um espaço de meditação. Um recanto de uma divisão, um espaço junto a uma janela, um pequeno santuário no sótão, um corredor ou até um armário espaçoso servem. O essencial é que escolha um sítio onde se sinta em paz e confortável.

 

Há mais algumas coisas a considerar quando estiver a escolher um espaço de meditação. Primeiro, é melhor optar por um sítio com muita luz natural. A luz natural tem um poderoso efeito sobre o corpo e a mente: melhora o estado de espírito e proporciona uma sensação de conforto e tranquilidade. Em segundo lugar, escolha uma zona tranquila da sua casa e evite divisões nas quais pode ouvir os vizinhos ou o barulho da rua. Se não puder evitar o ruído, pode colocar uma fonte no seu espaço de meditação. O som da água a correr tem um efeito relaxante e reparador. Em terceiro lugar, o seu espaço de meditação deve ser privado e estar afastado de distrações. Escolha um sítio onde saiba que não será perturbado(a), durante a meditação, pela sua família nem pelas suas atividades.

 

2. Coloque uma planta

Os elementos naturais são essenciais em qualquer santuário de meditação. Decore o espaço com pedras, conchas, um elemento aquático e, sobretudo, plantas. A respiração é uma parte fundamental da meditação e as plantas funcionam como excelentes purificadores do ar. Na verdade, um conhecido estudo da NASA demonstrou que algumas plantas de interior são eliminadoras da poluição, altamente eficazes, e que uma única planta pode eliminar todas as toxinas do ar de uma divisão de 10 metros quadrados. Para criar uma energia natural e otimizar a qualidade do ar no seu espaço de meditação, não se esqueça de colocar uma ou duas plantas aprovadas pela NASA, como um bambu, uma espada-de-são-jorge ou um lírio-da-paz.

 

3. Envolva os seus sentidos

Meditar é deixar-se envolver totalmente no momento presente, o que inclui todos os nossos sentidos. O olfato é um dos nossos sentidos mais primitivos e poderosos. É por isso que os aromas, sob a forma de velas perfumadas, óleos ou incenso, podem enriquecer profundamente a sua sessão de meditação. Embora possa utilizar qualquer fragrância que lhe provoque uma sensação de relaxamento, as fragrâncias da madeira de sândalo, bambu, lavanda, salva e menta são conhecidas por incentivarem o estado meditativo. Tente incluir uma destas fragrâncias na sua prática de meditação para ver como pode melhorar a sua experiência.

 

 

Outros sentidos, como o tato, a audição e a visão, também podem ajudá-lo(a) a estar no momento presente. Opte por texturas suaves, sons calmantes e luzes leves. Talvez possa até ter um pouco de chocolate no seu santuário de meditação, para que possa meditar sobre as sensações ricas que este lhe provoca à medida que se derrete na língua.

 

4. Considere os acessórios de meditação

Se quer começar a meditar, não é necessário ter o equipamento “adequado”. Tudo o que precisa para a sua sessão de meditação é o seu corpo, um sítio onde se sentar e um ou dois minutos. Dito isto, não deve forçar-se a sentar-se de pernas cruzadas no chão se isso lhe provocar dor ou desconforto. Se precisar de mais suporte, talvez seja uma boa ideia utilizar uma almofada de meditação, uma cadeira de meditação ou um banco. Também pode decorar o seu espaço de meditação com uma mesa baixa de meditação e algumas almofadas, um acessório perfeito para a contemplação sentada ou uma pausa para tomar o chá.

 

Quando se trata de almofadas de meditação, os dois tipos mais populares são a zafu e o zabuton. A zafu é uma almofada redonda, que lhe levanta a zona da anca do chão e proporciona suporte aos joelhos ao sentar-se com as pernas cruzadas. O zabuton é um tapete retangular, maior e mais plano do que a zafu. São, muitas vezes, vendidos em conjunto, para que quem medita possa colocar a zafu sobre o zabuton, para obter o conforto e o suporte ideais. Se tiver dificuldade para meditar com as pernas cruzadas, deveria experimentar um banco de meditação. Um banco é uma boa ajuda quando medita na posição japonesa tradicional, de joelhos, designada seiza. Outra possibilidade é uma cadeira de meditação, que proporciona o máximo suporte, uma vez que tem o assento e as costas almofadadas. Disponíveis em vários modelos e cores, as cadeiras de meditação são acessórios confortáveis para o seu santuário.

 

5. Decore com intenção

O seu espaço de meditação é o seu refúgio, portanto deve ser um reflexo da sua personalidade e das suas preferências. O objetivo é que seja um sítio confortável, onde se sinta feliz e em paz, mas pode ser um desafio dar mais personalidade ao seu santuário de meditação sem encher o espaço com demasiada decoração. É por isso que é tão importante decorar o seu espaço de meditação com intenção. Mais do que pensar na funcionalidade ou no design, seja consciente. Para transformar o seu espaço num verdadeiro santuário, preste atenção às texturas, às cores, aos aromas e à sensação geral de cada peça que coloca no seu espaço sagrado.