Combata a melancolia da Blue Monday com estes 8 rituais de inverno

A terceira segunda-feira de janeiro, que este ano é a 21, é conhecida como o dia mais deprimente do ano, o que lhe valeu o nome de Blue Monday. Mas porque é que isto acontece e porque é que geralmente nos sentimos menos felizes no inverno do que no verão? Com estes hábitos saudáveis, vai ultrapassar os próximos meses, evitar a depressão de inverno e, antes que se aperceba, já será primavera outra vez.

 

O termo “Blue Monday” foi cunhado por Cliff Arnal, um professor da Universidade de Cardiff. Para além do nome, também criou uma fórmula para o conceito, na qual fatores como o mau tempo, motivação, resoluções de ano novo abandonadas e os gastos excessivos do Natal desempenham um papel.

 

Transtorno afetivo estacional no inverno

Esta fórmula pode ser um pouco sem sentido, mas tem algo de verdade. É um facto que muitas pessoas sofrem de depressão durante os meses de inverno e podem até ter TAE, transtorno afetivo estacional. Talvez reconheça alguns sintomas: sentir-se menos motivado durante o inverno, dar por si a dormir mais ou menos, alterações nos hábitos alimentares, menos energia ou simplesmente não ter vontade de fazer nada. 

 

As causas deste tipo de depressão de inverno ou sentimentos negativos são, na verdade, bastante óbvias. Com os dias mais curtos, vemos menos luz e isso perturba o nosso relógio biológico. A falta de luz também pode influenciar os níveis de serotonina, o neurotransmissor que influencia o nosso nível de melatonina, que afeta o sono e o estado de espírito.

 

8 rituais saudáveis de inverno para prevenir a depressão

Felizmente, há muitas coisas que podemos fazer para sobrevivermos ao inverno felizes e saudáveis.

 

1. Tente ter luz suficiente

Porque a luz tem um enorme impacto no nosso estado de espírito, é importante que aproveitemos as horas de luz que durante o inverno. Dê um passeio de manhã ou saia à rua durante a sua pausa para almoçar. Se isto não funcionar, a terapia da luz pode estimular os níveis de serotonina e melatonina. Segundo o investigador Alfred Lewy, da Universidade de Oregon, o melhor momento para fazer terapia da luz é de manhã.

 

2. Faça exercício

O movimento tem um enorme impacto no nosso estado de espírito. Pode ser tentador passar o inverno a vegetar no sofá, mas tente fazer um pouco de exercício pelo menos uma vez por dia. Vai aperceber-se de que isso faz com que se sinta melhor. Não tem de se ser um treino intensivo, pode ser simplesmente um passeio ou fazer ioga, vai ver que funciona às mil maravilhas.

 

3. Vitamina D

A vitamina D desempenha um papel importante nos nossos níveis de energia, mas ao ser produzida pela luz solar, durante o inverno é difícil recebê-la. Não é má ideia tomar pastilhas de vitamina D durante os meses mais frios. Comer peixe gordo, como o salmão ou o arenque, também pode ajudar, uma vez que contêm mais vitamina D3, tal como os ovos.

 

4. Desenvolva um bom ritmo de sono

Sabe aquela sensação de irritação que tem quando não dorme o suficiente? Para se sentir bem, é muito importante que durma o suficiente, e sete horas por noite é o mínimo. Desenvolva um ritmo em que vai para a cama mais ao menos à mesma hora, todas as noites - mesmo ao fim de semana - e vai ver que vai começar a dormir muito melhor.

 

5. Consciência plena

A consciência plena (mindfulness) pode ajudar a prevenir a depressão de inverno, mas também pode ajudar a lidarmos melhor com ela. Aceite que não se vai sentir otimamente ou que se vai sentir ligeiramente diferente nos próximos meses. Faça tudo o que puder com mais atenção e a um ritmo mais lento, porque isso também é próprio do inverno.

 

6. Adapte a sua alimentação

Uma alimentação variada e saudável também pode ajudar a combater sentimentos de melancolia no inverno. Comece o dia tomando água com limão, para ter vitamina C, ponha frutos secos e sementes na sua salada, para ter vitamina E, opte por vegetais de folha, para ter vitamina B12, e por peixe gordo, não só pela vitamina D3, mas também pelo óleo do peixe. Incluir chá verde e curcuma na sua dieta também é boa ideia.

 

7. Acolha o inverno

Pode queixar-se do frio e dos dias mais curtos e mais escuros, mas também pode aproveitar o facto de passar mais tempo em casa com a família e os amigos. Na Escandinávia, este conceito é conhecido como hygge. Se não é pessoa para ficar em casa e gosta de aventuras, marque uma viagem para um país com sol.

 

8. Sinta-se agradecido(a)

A Dra. Amy Harrison, professora na Universidade de Regents, em Londres, leva a cabo muitas investigações em psicologia positiva. Ela recomenda que escrevamos diariamente as coisas pelas quais nos sentimos agradecidos. Desta forma, podemos praticar focarmo-nos nas coisas positivas da vida.