Guia simples para proteger a sua pele da poluição

Atualmente, a poluição é um tema muito em voga no mundo dos cuidados de rosto. Investigadores chegaram à conclusão de que a poluição não só é prejudicial para a saúde, mas que também não é boa para a pele. Quando falamos de poluição em relação à pele, falamos sobretudo dos poluentes do ar: gases expelidos pelos veículos, sujidade, poeira e químicos que flutuam à nossa volta e que não são visíveis a olho nu, mas que estão lá.

 

Poluição: a inimiga da pele

Embora o sol seja considerado o elemento mais prejudicial para a pele, a poluição fica em segundo lugar na lista de fatores ambientais. A poluição tem um efeito cumulativo na pele: o ar está cheio de material particulado, pequenas partículas de poluição que atacam a barreira de proteção da pele, debilitando-a ao longo do tempo e permitindo que se vão entranhando mais profundamente, provocando danos ainda maiores.

 

Para ter uma ideia do tamanho destas partículas, o diâmetro de um fio de cabelo é cerca de 30 vezes maior do que a maior partícula de material particulado. São minúsculas! E problemas como pele baça, poros dilatados, vermelhidão, sensibilidade e até o acne são provocados ou exacerbados por estas desagradáveis partículas de poluição. Uma pesquisa publicada no Journal of Investigative Dermatology revelou que elevados níveis de dióxido de nitrogénio (um dos principais poluentes relacionados com a circulação de veículos) podem estar relacionados com a pigmentação e as manchas da idade. E há mais: a poluição provoca oxidação e inflamação na pele, o que também pode conduzir ao envelhecimento acelerado. “Há muitos radicais livres na poluição, como o ozono e os óxidos, que podem provocar danos na pele e acelerar o processo de envelhecimento. Além disso, se inspirar muito monóxido de carbono, pode reduzir o fornecimento de oxigénio, o que por sua vez envelhece a pele, de forma semelhante aos efeitos que o tabaco tem para a pele”, afirma o Dr. Adam Friedmann, dermatologista na The Harley Street Dermatology Clinic.

 

Para além do envelhecimento geral da pele, a poluição pode ser responsável também por problemas de pele mais específicos. “Há muitos elementos irritantes nos gases expelidos pelos veículos, e estes podem agravar casos de dermatite e outros problemas de pele como o eczema”, acrescenta.

 

Soa um pouco assustador, mas não precisa de entrar em pânico; felizmente, há formas fáceis e eficazes de prevenir e remover a acumulação de poluição na pele.

 

Poluição: o seu plano de ação

 

Para lidar com a poluição, tem de praticar uma abordagem tripla dos cuidados de rosto: limpar, esfoliar e proteger:

 

1. Limpar é fundamental para remover o máximo de partículas irritantes possível, portanto não se esqueça de fazer uma limpeza dupla diária, ao fim do dia. Opte por produtos de limpeza delicados e nutritivos, como bálsamos, leites ou óleos, em vez de produtos agressivos com sabão. Manter a pele saudável e feliz é meio caminho andado para lidar com a poluição. Embora as pessoas que residem em centros urbanos sofram mais com a poluição do que as que vivem em zonas rurais, nenhum de nós está imune aos malefícios da poluição para a pele, pelo que, independentemente do local onde vive, deve assegurar que limpa bem a sua pele.

 

2. “Uma esfoliação delicada no duche ou no banho ajuda a eliminar a sujidade da pele”, diz Friedmann. Experimente utilizar o skin brightening face exfoliator pelo menos duas vezes por semana. Também pode utilizar a luva esfoliante Kessa para eliminar a sujidade e a poluição da pele do corpo.

 

3. Procurar um hidratante que proteja a sua pele é essencial. Deve conter antioxidantes e estar pensado para manter hidratada e feliz a barreira de humidade da pele. Verifique a lista de ingredientes do seu creme de dia, se encontrar glicerina no topo da lista, encontrou um bom produto. O radiance anti-aging day cream contém flor de açafrão antioxidante, que vai ajudar a neutralizar alguns dos radicais livres da poluição que são prejudiciais para a pele, enquanto a glicerina ajuda a hidratar a pele e a estimular as suas defesas naturais.

 

Combater a poluição com uma casa saudável

Quando nos sentimos saudáveis e felizes, o nosso corpo tem mais capacidade para se proteger dos agressores externos como a poluição. Tente encontrar atividades que façam com que se liberte do stress, como ioga ou meditação, desenhar ou passear. Não se esqueça de dormir o suficiente, aliás, deveria ser uma prioridade; quando estamos bem descansados, o corpo é capaz de se proteger de forma mais eficaz.

 

É fácil aplicar antioxidantes de forma tópica, mas tente reforçar a proteção, comendo também antioxidantes. “Se tiver uma dieta saudável e comer muitos vegetais e saladas, estes vão absorver os radicais livres e ajudar a que a pele tenha uma melhor aparência”, explica Friedmann. Portanto, consuma fruta e vegetais variados, coma todas as cores do arco-íris!

 

Para terminar, encha a sua casa de plantas. Sim, é a sério! Um estudo da NASA tentou encontrar as melhores plantas para purificar o ar da nossa casa e descobriu que o lírio-da-paz, o bambu e o clorofito são muito eficazes na remoção dos elementos poluentes que se encontram normalmente nos produtos de limpeza e nos tecidos sintéticos.