O Ritual De Acender Velas

O Advento está a chegar e com ele chega também a tradição, em alguns países, de acender uma vela cada domingo, desde agora até ao Natal. Cada uma das quatro velas simboliza um sentimento diferente e ao acendê-las, permitimo-nos um momento para refletir. Mas as velas têm sido utilizadas ao longo da história e em todo o mundo, servindo a sua luz para cumprir objetivos tanto práticos, como espirituais.

 

Contagem decrescente para o Natal com velas

O conceito das velas do Advento teve origem no século XIX, no seio dos luteranos alemães. Tradicionalmente, eram brancas e colocadas numa coroa de Natal, assumindo cada vela um significado sagrado associado a esta festividade. Acendia-se a primeira vela para fomentar a esperança, a segunda, como símbolo da alegria, a terceira, para comemorar o amor e a quarta, como desejo de paz. Hoje, a tradição pretende ser uma época de reflexão sobre estes temas importantes e para muitas famílias, é um gesto mais cultural do que religioso.

 

Iluminar a escuridão

Antes de haver eletricidade, eram as velas que proporcionavam luz quando anoitecia. E numa era anterior aos relógios, também ajudavam a saber as horas. Hoje são utilizadas sobretudo para criar uma atmosfera acolhedora e calmante, mas metaforizam também o atingir da luz e do entendimento através da meditação. A chama tremeluzente de uma vela é frequentemente entendida como uma metáfora da alma. A sua beleza é quase hipnótica e pode provocar um sentimento de paz interior quando se olha fixamente para a sua luz. Quem se sentir perdido ou desorientado pode acender uma vela para iluminar o caminho para os seus sentimentos verdadeiros.

 

A luz das velas como forma de dar as boas-vindas

As pessoas começaram a pôr velas nas janelas durante a era colonial, como símbolo de que os viajantes exaustos eram bem-vindos. Como a população estava tão repartida, as velas funcionavam como um farol que podia ser visto de longe e que conduzia as pessoas ao seu destino, através da escuridão. Da mesma forma, quando um membro da família estava longe, os seus familiares punham velas nas janelas como demonstração do seu amor e do desejo de que regressasse são e salvo. Nos dias de hoje, não raras vezes observamos o mesmo durante o mês de dezembro, para que a casa tenha um ambiente mais acolhedor e agradável no Natal.

Quer acenda uma vela para dar um toque aconchegante à sua casa, para determinadas cerimónias religiosas ou apenas para apimentar um pouco a sua vida romântica, uma coisa é certa: está a participar num ritual que vem sendo praticado desde que foi inventado, no ano 200 a.C. A nossa sugestão é que reserve um momento para parar, refletir e honrá-lo.