Consegue resistir a este cheesecake vegan desconstruído com caramelo e laranja?

Pode achar que conhece o cheesecake, mas não como este. Porque não mimar os seus convidados para jantar com esta deliciosa extravaganza vegan cremosa e com frutos secos?

 

Não pode errar com um cheesecake e esta delícia vegan desconstruída é a sobremesa perfeita para oferecer aos seus convidados depois do jantar. Composto por frutos secos, frutas e açúcares naturais, é muito mais saudável do que o cheesecake normal (embora não possamos garantir que não desejará uma segunda dose!). Os frutos secos utilizados nesta receita são uma excelente fonte de proteínas, minerais e antioxidantes. Contribuem para a saúde do coração e do intestino e aumentam os níveis de energia. Usámos damascos vermelhos nesta receita (são uma mistura entre ameixas japonesas e alperces), mas pode escolher outra fruta. Esperamos que desfrute desta receita verdadeiramente alegre! 

 

Receita para: 8  

 

Tempo de preparação:  

  • 10 minutos para o “queijo creme”  
  • 5 minutos para o crumble  
  • 5 minutos para a parte de caramelo e laranja  

 

Tempo de cozedura:  

  • 15 minutos no forno  

 

Ingredientes  

 

Queijo creme vegan:  

  • 250 g nozes pecan, nozes de macadâmia ou cajús    
  • 500 ml de bebida de origem vegetal à escolha  
  • 150 g de xarope de ácer ou xarope de malte de arroz  
  • ½ vagem de baunilha cortada pelo comprimento e sem sementes   
  • Sumo de 1 ou 2 limões  
  • 1 colher de chá cheia de vegeset*  
  • Uma pitada de sal dos Himalaias  

 

* pode ser substituído por gelatina.  

 

Crumble: 

  • 120 g de avelãs tostadas (cortadas grosseiramente)  
  • 60 g de farinha de amêndoa  
  • 50 g de açúcar de coco**  
  • 80 g de sementes de sésamo preto  
  • 60 g de óleo de coco (à temperatura ambiente)  
  • Uma pitada de sal dos Himalaias ou de sal marinho  

 

** pode ser substituído por qualquer açúcar natural e bom, como o de cana ou o de beterraba.  

 

Caramelo e laranja  

  • 2-3 laranjas (raspas e sumo)  
  • 3 colheres de sopa de xarope de ácer ou xarope de malte de arroz  

 

Para servir  

  • Damascos vermelhos frescos ou outra fruta à sua escolha (fatiados) 
  • Algumas folhas de hortelã  

 

Instruções:  

 

QUEIJO CREME 

  1. Coloque todos os ingredientes para o queijo creme no liquidificador, até ficar uma mistura suave e cremosa. 
  2. Se tiver um liquidificador quente, continue a misturar até o queijo creme ter alcançado o ponto de ebulição. Se não tiver, coloque-o num tacho com lume médio e mexa até alcançar o ponto de ebulição.  
  3. Retire do calor e deixe o queijo creme arrefecer até à temperatura ambiente, antes de o colocar no frigorífico para arrefecer totalmente (aproximadamente 2-4 horas). 

 

CRUMBLE  

  1. Pré-aqueça o forno a 150 ºC. 
  2. Misture todos os ingredientes do crumble numa taça até estarem bem integrados. 
  3. Espalhe-os num tabuleiro de forno e deixe cozer até ficar castanho dourado (cerca de 15 minutos). 
  4. Retire-o do forno e deixe arrefecer. 

 

CARAMELO E LARANJA 

  1. Coloque todos os ingredientes para o caramelo e laranja num tacho pequeno.   
  2. Mexendo ocasionalmente em lume médio a alto, deixe entrar em ebulição e reduzir para metade ou até o caramelo ficar espesso e semelhante a um xarope. Tenha cuidado para não aquecer demasiado o caramelo, porque os açúcares podem queimar.  
  3. Retire-o do calor e deixe arrefecer.  
  4. Corte a fruta para a guarnição.  
  5. Para servir, coloque porções de queijo creme numa taça e cubra com crumble, fruta, caramelo e folhas de hortelã. Desfrute! 
Renaud Goigoux

Renaud Goigoux

Renaud Goigoux é o head chef do Rouhi, em Amesterdão, um novo restaurante em colaboração com a flagship store: House of Rituals. Renaud, que antes trabalhou nas cozinhas dos restaurantes RIJKS® e Breda, também em Amesterdão, é um apaixonado pela comida, pela sustentabilidade e pela saúde. A sazonalidade é a base da sua cozinha, na qual a combinação e simplicidade dos vegetais que utiliza são as estrelas. No seu tempo livre, gosta de escapar da cidade e aproximar-se da natureza, recolhendo ingredientes silvestres para o restaurante.

@restaurantrouhi

Rouhi.nl