Cozinhar para vários dias não tem de ser monótono, aqui fica uma sopa miso de que não se fartará

Experimente esta versão caseira da icónica sopa miso do Rouhi e verá que não vai querer outra coisa.

Um dos pilares da cozinha japonesa, em tempos ancestrais, a sopa miso era a refeição diária dos samurais. Atualmente, cerca de três quartos da população japonesa consome sopa miso pelo menos uma vez por dia. Este básico das sopas é rico em proteína, mas tem poucas calorias e pode ser servido de muitas formas. 

  

Este prato é normalmente feito com “dashi”, um caldo de peixe tradicional do Japão. No Rouhi, desenvolvemos uma sopa miso vegan simples, mas deliciosa, que não usa caldo de peixe. A base consiste em pasta miso e kombu (um tipo de alga seca), é rica em nutrientes e sabor e além disso é adequada para vegans e muito saudável. Para terminar, adicionamos à sopa daikon fresco, cogumelos shiitake fumados cozinhados e cebolinha de rama para lhe dar mais textura e sabor. A nossa sugestão? Prepare uma panela grande e diga adeus às sanduíches e saladas, porque vai ter almoço ou jantar para toda a semana. Pode acrescentar ovos, tofu, vegetais ou peixe e até servir acompanhada de arroz para uma refeição mais consistente. A sopa miso é muito versátil! 

  

Receita para: 6 - 8 

  

Tempo de preparação: 

10 minutos para a sopa miso 

10 minutos para os cogumelos shiitake 

5 minutos para a guarnição 

  

Tempo de cozedura: 

20 minutos 

 

Ingredientes: 

  • 120 g de base de dashi de kombu* 
  • 1 litro de água 
  • 30 g de miso branco 
  • 30 g de miso vermelho 
  • 30 g de vinagre de arroz 
  • 100 g de glucose 
  • 200 g de daikon (em rodelas) 
  • 500 g de cogumelos shiitake (em quartos) 
  • 100 g de cebolinha de rama (em rodelas finas) 

           

*Pode comprar numa loja de produtos asiáticos. 

Preparação: 

  1. Ferva a água e o dashi de kombu. 
  2. Quando estiver quente, adicione a pasta miso e misture bem.
  3. Adicione a glucose e termine com o vinagre. 
  4. Depois de mexer bem, deixe a sopa ferver durante 15 minutos. 
  5. Frite os cogumelos shiitake numa frigideira antiaderente em lume alto. (Se tiver um wok ou skillet de ferro fundido, use-o. O metal vai dar aos cogumelos shiitake uma cor e sabor ligeiramente tostados) 
  6. Coloque um pouco de daikon e de coguemelos shiitake numa tigela e verta a sopa quente por cima. Termine com umas rodelas de cebolinha de rama e desfrute. 
Renaud Goigoux

Renaud Goigoux

Renaud Goigoux é o head chef do Rouhi, em Amesterdão, um novo restaurante em colaboração com a flagship store: House of Rituals. Renaud, que antes trabalhou nas cozinhas dos restaurantes RIJKS® e Breda, também em Amesterdão, é um apaixonado pela comida, pela sustentabilidade e pela saúde. A sazonalidade é a base da sua cozinha, na qual a combinação e simplicidade dos vegetais que utiliza são as estrelas. No seu tempo livre, gosta de escapar da cidade e aproximar-se da natureza, recolhendo ingredientes silvestres para o restaurante.

@restaurantrouhi

Rouhi.nl