Domine a Arte de Desacelerar

A vida moderna é como um comboio de alta velocidade. As pessoas entram e saem do comboio, sempre focadas no seu destino, a próxima tarefa na lista, a próxima grande coisa.. A paisagem está mesmo do outro lado da janela, mas a maior parte de nós vai demasiado rápido para realmente ver e experienciar a beleza que esta irradia. Como podemos mudar isso?

 

A resposta é simples: diminuir a velocidade, dar um passo atrás e abraçar um momento de silêncio.

Porque a vida deve ser sobre descobrir a felicidade e beleza entre destinos, não o destino em si. Pare de viver em piloto automático e esteja presente no momento – em todos os momentos. Aproveite o tempo para transformar rotinas diárias em rituais com mais significado e redescobrirá a beleza da vida.

 

Conseguimos ouvi-lo pensar: "isso parece maravilhoso, mas estou muito ocupado. Além disso, eu nem sei como desacelerar. "

 

Mas, como diz o provérbio Zen: "Deve sentar-se a meditar durante vinte minutos todos os dias, a menos que esteja muito ocupado. Nesse caso deve sentar-se durante uma hora."

 

Meditar fora da caixa

Óbvio, que não somos tão ingénuos que acreditamos que todos têm uma hora completa para meditar todos os dias. Na verdade, nós mesmos consultámos a nossa especialista em meditação Deborah sobre essa questão, e no seu video ela ensina uma prática de meditação que se encaixa mesmo nos horários mais movimentados.

 

No entanto, a desaceleração é mais do que a meditação tradicional. Nós criámos uma lista de maneiras de como pode diminuir a velocidade, dando significado às tarefas quotidianas, criando momentos únicos de meditação que não exigem mantras, incenso ou 60 minutos do seu dia.

 

1. Faça o caminho mais longo até casa

Em vez de ir no transporte mais rápido, apanhe o que lhe dá mais prazer. Um que permite que experiencie a vista, os sons e os cheiros do exterior. Coloque os seus sapatos de caminhada ou salte para cima de uma bicicleta, porque a natureza move-se com o seu próprio ritmo, e você também pode fazê-lo.

 

2. Crie a trilha sonora da sua vida

Diz-se que a música é a língua da alma. Coloque a sua lista favorita e deixe-a tocar durante alguns minutos todos os dias. Cante em voz alta e dance ao seu ritmo: Está cientificamente provado que diminui os níveis de stress. Precisa de alguma inspiração? Nós organizámos algumas listas no Spotify para que possa ajudá-lo a diminuir a velocidade, incluindo uma lista que vai ajudá-lo a abrandar e a relaxar em casa.

 

3. Faça uma desintoxicação digital

Todos nós adoramos os nossos smartphones e aproveitamos a conveniência de estar "conectado" 24 horas, 7 dias por semana. Mas quando ficamos demasiado dependentes da internet, pode prejudicar a nossa saúde mental. Aqui estão algumas dicas para começar– experimente e notará que abrandar a presença das redes sociais o ajuda a redescobrir a beleza da vida quotidiana.

 

4. Traga alma para a sua cozinha

Aproveite o tempo para preparar e saborear cada refeição. Quando o faz, isso transforma uma rotina diária num ritual com significado, que lhe dá a oportunidade de esvaziar a sua mente e concentrar-se na comida. Para mais informações sobre a cozinha com alma, clique aqui.

 

5. Viva de A para ZZZZZZ

A sua mente, corpo e alma dependem do sono. Faça do seu quarto o seu santuário com velas e aromas relaxantes para os sonhos mais felizes. Além disso, confira estas dicas para garantir que aproveita ao máximo as suas 7-8 horas de sono.

 

E estamos apenas a começar...

Estas são apenas 5 maneiras de diminuir o ritmo ocupado da vida quotidiana - fazendo coisas que já faz, de forma um pouco diferente. Também recomendamos adicionar alguns rituais novos, como iniciar uma prática de ioga caseira ou transformar a sua casa num oásis relaxante. Ou trate o seu corpo e alma xplorando a técnica da massagem Abhyanga, a magia ayurvédica da auto-massagem. Estas sugestões podem exigir um pouco de tempo extra, mas irão certamente recompensá-lo nos dias, semanas e meses futuros.


Neste mundo contemporâneo acelerado, quase não há tempo para refletir sobre o que estamos a fazer - e, o que é mais importante, porque estamos a fazer aquilo. Desacelere. Dê um passo atrás e abrace um momento de silêncio. Lembre-se que a vida não é uma corrida, e é só quando faz uma pausa para aproveitar o cenário que redescobre toda a beleza e felicidade que tem para oferecer.