Rituals Crie Rituais ao longo de todo o ano

Não tente agarrar a felicidade; ela tem que o agarra. Abrande o ritmo e seja um alvo fácil.

 

Então aqui está você, a subir à balança depois de um mês de indulgências festivas. Prometeu que este seria o ano para perder 4kg e mantê-los longe. Mas o que faz de 2018 diferente de todos os outros anos em que fez esta mesma promessa? E porquê esperar até dia 1 de janeiro para fazer esta mudança?



De acordo com um estudo, realizado pela Universidade de Scranton nos Estados Unidos, mais de 50% das pessoas fazem resoluções de Ano Novo, mas apenas 8% efetivamente as cumprem. Perder peso ou deixar maus hábitos, como fumar, são as promessas mais comuns que as pessoas fazem quando confrontadas com um novo ano. Mas por que motivo abandonamos as nossas rotinas de exercício físico ou o comprimido de nicotina logo em fevereiro?


A Dra. Roberta Anding tem uma opinião firme relativamente a este assunto. “O dia 1 de janeiro significa um novo começo”, escreve no The Huffington Post. “No entanto, cada dia permite novos começos.”

 

O seu novo começo começa hoje, todos os dias

Palavras sábias. Encorajamo-lo a celebrar cada dia como um novo começo. O facto de escolhermos uma data arbitrária, como o 1 de janeiro, para iniciar o nosso novo começo não só não faz sentido, como é contraproducente. Por isso sugerimos que olhe para 2018 de uma forma diferente. Acreditamos que pode atingir qualquer objetivo se estiver focado numa coisa simples: a arte de abrandar o ritmo. E não há melhor forma de o fazer do que evitar resoluções de ao novo em prol de rituais ao longo de todo o ano.

 

Rituais sim, resoluções não

Os rituais têm o poder de nos permitir encontrar a felicidade mesmo nos momentos mais pequenos. Fazem com que a nossa mente agitada se acalme e que estejamos realmente presentes em todos os momentos. Quando nos concentramos no que está a acontecer a cada segundo, em vez de nos concentrarmos no onde queremos estar dentro de 3 meses, estamos a criar novos caminhos neuronais no cérebro – o que nos leva a uma mudança duradoura para melhor.

 

A verdadeira questão é: resoluções não duram. Rituais sim.

Aqui está um exemplo. Imagine que prometeu eliminar completamente o açúcar da sua dieta. Durante o trabalho, num dia particularmente caótico, percebe que anda a percorrer todo o escritório em busca do último chocolate de emergência. Delicia-se com o chocolate e durante dois minutos sente uma sensação de saciedade, mas depois vem o imediato sentimento de culpa.

 

Pare. Abrande. Deixe acontecer.

Em vez de se martirizar, vista o seu casaco e dê uma volta pelo quarteirão. Observe a paisagem, sinta os cheiros e ouça os sons de inverno. Sinta o ar puro no rosto e respire profundamente. Esta é uma forma de meditação. Ouça a voz dentro de si, que lhe diz que amanhã é outro dia - um novo começo – e terá a oportunidade de fazer melhor. Para o jantar desta noite, coma uma deliciosa salada com ingredientes frescos e sustentáveis. Aproveite o tempo para desfrutar a sua preparação e coma a sua refeição. Para inspiração, leia o nosso artigo sobre cozinhar com alma aqui. Da próxima vez que tiver um desejo pouco saudável, lembre-se de levar as coisas um passo de cada vez, e não irá cair em tentação.


Com isto, acabou de criar um novo ritual. Um ritual que pode praticar durante todo o ano, sempre que sentir stress ou duvidar de si mesmo. Acredite, é mais fácil do que parece.

 

Viva com intenção para uma vida mais plena

Concentre-se nas coisas boas da vida - mesmo as mais pequenas – esta é a essência de uma vida plena. E quando vivemos desta forma, tudo é possível. Tudo o que precisamos é parar, refletir e viver o aqui e o agora. Para ouvir o nosso eu interior e deixar as preocupações externas desaparecerem. Em vez de se focar em objetivos irrealistas, simplesmente viva cada momento com intenção. Quando fazemos isso, tornamo-nos mais emocionais e ficamos fisicamente preparados para alcançar a vida que queremos. Também sentimos mais alegria.

 

2018: o ano para abrandar o ritmo e encontrar o melhor de si

Se está angustiada a pensar nas resoluções de Ano Novo, por que não pensar apenas numa? Escolha abrandar o ritmo.

Decida começar a praticar yoga diariamente em vez de se inscrever num ginásio, que vai acabar por abandonar passado alguns meses. Decida mimar-se com um longo e luxuoso banho em vez de um duche de 5 minutos. Decida parar e observar a beleza dos outros, em si e no mundo à sua volta.


Faça de 2018 o ano em que abrandou o ritmo. Junte-se a nós para viver uma vida mais plena e torne-se a melhor versão de si mesmo.