Como fazer origami – a nova tendência de bem-estar que precisa de experimentar

O origami é a tendência de bem-estar para experimentar esta época festiva. Desde reduzir o autojulgamento a aumentar a concentração, a arte consciente de dobrar papel é boa para si de várias maneiras

 

Sabia que se acredita que o origami traz boa sorte? De acordo com uma crença ancestral japonesa, fazer 1000 tsurus de papel pode trazer sorte à sua vida. Reza a lenda que o tsuru vive mil anos e, assim, cada tsuru de papel representa um ano da vida majestosa da ave. Os 1000 tsurus de origami suspensos em fios são muitas vezes feitos por grupos de pessoas que unem forças para este objetivo, muitas vezes para uma ocasião especial como um casamento. Assim que estiver feito, o tsuru sagrado concederá o seu desejo. 

 

Hoje, esta prática ancestral japonesa espalhou-se pelo mudo, incorporando fé, justiça e paz. Com apenas uma folha de papel de origami – muitas vezes 15 x 15 cm – pode criar uma magnífica obra de arte. Hoje, o origami está a tornar-se rapidamente uma tendência de bem-estar a praticar, com diversos benefícios, incluindo relaxamento, meditação, aumento da concentração e até alívio da ansiedade. Com infinitas oportunidades criativas e melhorias ao seu bem-estar, esta tendência pode tornar-se um hábito ao invés de uma moda fugaz. 


 
Com o origami a encontrar-se na interseção entre psicologia e arte, aqui estão 5 motivos para o incorporar na sua vida. 

 

1. Melhora a sua mente 

O origami tornou-se popular nas escolas no Japão, sendo ensinado às crianças como mais do que um hobby de artesanato. Estudos demonstraram que esta forma de arte ancestral pode ajudar a melhorar a capacidade de atenção, a perceção do espaço e a memória das crianças, com melhorias em particular na matemática. Isto não significa que o origami só é benéfico para crianças. Também pode ajudar adultos. Com cada dobragem e movimento, temos a tarefa de fazer a dobra perfeita, enquanto imaginamos de modo criativo o que estamos a desenvolver. Isto significa que estamos a ativar o cérebro, para pensar de modo cognitivo e meditativo.  

 

2. Abandonar o julgamento 

Qualquer pessoa que tenha experimentado esta forma de arte ancestral japonesa sabe que a paciência pode trazer grandes recompensas. Se o origami nos pode ensinar algo, é que a paciência é uma virtude e não há lugar para autojulgamento. Como humanos, não fomos construídos para sermos máquinas, somos criativos e cometemos erros, que às vezes até são magníficos e se tornam arte.  

 

O orientador de atenção plena Neil Seligman sugere “começar com modelos de origami mais acessíveis, tentando primeiro uma forma de tsuru, estrela ou barco simples; assim, pode aprender a desenvolver as suas capacidades de concentração, paciência e calma, sabendo que está a melhorar em cada dobragem.” 

3. Aumenta a concentração e a criatividade 

Estudos demonstraram que a meditação de atenção focada, em que uma pessoa se concentra apenas num objeto (origami) ou imagem, altera significativamente o cérebro, aumentando as capacidades criativas e a concentração. De modo idêntico, Neil vê a ligação entre a meditação e o origami como estando “associada ao cultivo de uma atenção plena, devido à sua capacidade de ajudar a abrandar as mentes agitadas e trazer simplicidade ao foco.” 

 

Ao ativar os seus sentidos através das cores brilhantes e de tocar nos papéis, a mente é acalmada por seguir instruções simples e repetidas muitas vezes. Uma mão estável, respiração suave e uma mente livre levam aos melhores resultados. O origami é uma bela forma de meditação criativa e em movimento, que pode ser feita em qualquer altura e em qualquer lugar. 

 

4. Uma experiência coletiva  

O origami pode funcionar como uma passagem para a meditação, pois ajuda a acalmar o cérebro e facilita um estado emocional mais calmo. Pode pensar que isto o torna uma atividade a solo, mas pelo contrário, “a magia do origami é a capacidade de reunir amigos e família numa experiência meditativa coletiva, que pode permitir riso e vulnerabilidade,” diz Neil. Ao envolver as mãos e a mente numa experiência coletiva, o origami é a ferramenta perfeita para reunir as pessoas para uma tarde de diversão criativa.  

 

5. Decoração sustentável 

Decorar com acessórios em estilo de origami pode adicionar uma dose de geometria elegante à sua casa, mas, antes de comprar papel de origami, olhe à sua volta. É provável que tenha bastante papel por usar em casa, de facto, estima-se que sejam desperdiçados 85 milhões de toneladas de papel por ano. Tendo isto presente, porque não reutilizar aquele papel de embrulho com padrão que está no seu armário ou o jornal de ontem, para os tornar o seu próprio acessório de origami ou, ainda melhor, oferecê-lo a um ente querido.  

 

Como fazer uma decoração de origami 

Deseja experimentar esta tendência e fazer parte de um grupo? Então, não procure mais. Esta época festiva, a Rituals incentiva-o(a) a #PressPause e reservar algum tempo para experimentar o origami. Abaixo está um guia passo a passo simples que lhe mostra como fazer uma estrela de decoração para colocar na árvore de Natal ou para oferecer a um amigo ou familiar.  

Quer saber como fazer a nossa estrela de origami (imagem acima)? Então visite o nosso quadro de Pinterest com ideias de trabalhos manuais com papel e mais inspiração festiva.

Emma Becque

Emma Becque

Emma Becque é a nossa redatora editorial do Reino Unido, que se mudou para Amesterdão depois de trabalhar para a Condé Nast, The Telegraph e muitas publicações de arte em Londres. Apaixonada por escrita e tudo o que se relaciona com bem-estar e interiores, ela está encantada por fazer parte da família Rituals, onde traz ideias inovadoras e artigos informativos sobre como viver a melhor vida através de The Art of Soulful Living.