Guia prático para a paz interior

Paz interior: todos a queremos mas como conseguimos obtê-la? Antes de começar a procurar online um retiro silencioso ou um instrutor pessoal da arte de viver, porque não dá uma oportunidade a estas dicas práticas? Vai descobrir que a paz interior afinal não é assim tão inalcançável.

 

Comecemos pelo princípio: o que é a paz interior?

As palavras, por si só, evocam uma bonita imagem de calma e iluminação. Mas o que significa para si paz interior? Em geral, o que experimentamos como paz interior é uma sensação de harmonia, bem-estar emocional e de satisfação na vida. É um lugar dentro de nós que não é afetado por influências externas, como problemas de dinheiro, de relações ou de trabalho. Quando temos uma sensação de paz interior, aceitamos as coisas tal como são e, mais importante, aceitamo-nos tal como somos.

 

Porque é que a paz interior é tão importante

Devido à velocidade frenética da vida moderna, as coisas à nossa volta estão em constante mudança. Somos bombardeados com informação e forçados a adaptarmo-nos às circunstâncias a um ritmo alarmante. Quando encontramos a nossa paz interior, encontramos o nosso centro: um retiro seguro que nos mantém em equilíbrio independentemente do que está a acontecer à nossa volta. A nossa felicidade torna-se independente dos números na nossa conta bancária ou do que as outras pessoas pensam ou esperam de nós. Este lugar de silêncio interior permite-nos ser mais complacentes connosco e, a longo prazo, com o mundo.

 

Soa bem, não soa? E vamos contar-lhe um segredo: pode atingir este grande objetivo fazendo pequenas mudanças nas suas rotinas diárias. Tente incluir as seguintes dicas na sua vida e vai começar a sentir uma sensação inegável de paz na mente, no corpo e na alma.

1. Faça ioga diariamente.

Já sabe o quanto acreditamos no poder do ioga para melhorar a nossa vida. O facto de também nos ajudar a encontrar a paz interior é outra vantagem. Ao incentivar-nos a ouvir o nosso corpo e a acalmar a nossa mente, o ioga promove a unificação e a autoaceitação.

 

2. Comece uma prática de meditação.

O mesmo é válido para a meditação. Concentrarmo-nos na respiração e libertarmo-nos dos nossos pensamentos sem prejuízos cria um lugar de silêncio interior: um espaço dentro de si onde pode simplesmente ser. Sem ter de fazer nada.

 

3. Mime-se com um banho.

Os benefícios físicos e emocionais de tomar um banho longo e luxuoso estão bem documentados. Os banhos normalmente são mais relaxantes do que um duche rápido (tanto para a mente como para os músculos) e ao cuidar um pouco mais de si, está a investir no seu bem-estar. Tudo isto pode inspirar a paz interior.

4. Escreva os seus pensamentos.

Às vezes, para criar silêncio interior, o que conduz à paz interior, precisamos de expulsar tudo do nosso sistema. Escrever é uma excelente forma de estabelecer contacto com os nossos pensamentos e de nos libertarmos deles. Tem curiosidade de saber como? Leia este artigo.

 

5. Simplifique o seu espaço vital.

Alguma vez se apercebeu da sensação de calma que tem quando tudo à sua volta está organizado? Ordenar a casa ajuda-nos a libertar a nossa vida de coisas materiais de que não necessitamos; os seus efeitos para a mente são semelhantes. A paz exterior traz a paz interior.

 

6. Faça uma desintoxicação digital.

Num estudo recente levado a cabo no Reino Unido, pela Scope, e revelado num artigo da Psychology Today, 1500 utilizadores do Facebook e do Twitter foram questionados acerca dos efeitos que as redes sociais têm na sua saúde mental. Surpreendentemente, 60% afirmou que o Facebook e/ou o Twitter lhes provocava sentimentos de incompatibilidade, enquanto 62% disse que sentiam inveja ao comparar as suas vidas com as atualizações que liam nas redes sociais. Compararmo-nos com os outros é um impedimento direto para alcançar a paz interior, pelo que tente desligar-se das redes sociais de vez em quando.

 

7. Abrande.

Esta última dica pode abranger muitas coisas. Desde acender uma vela perfumada com aroma relaxante antes de se deitar até investir tempo a preparar e a comer as refeições, abrandar ajuda-nos a viver o presente. Quando não estamos a pensar no passado ou preocupados com o futuro, a paz interior não está longe.