Uma visão pessoal do ioga através dos olhos da profissional Deborah Quibell

Não é segredo que acreditamos firmemente em tudo o que se relaciona com o ioga. A professora de ioga Deborah Quibell também, e é por isso que não podíamos estar mais entusiasmados por tê-la a orientar os nossos 3 dias de programa de ioga. Nesta sessão de perguntas e respostas, a Deborah partilha connosco o que o ioga significa para ela e algumas coisas que deveria saber antes de começar um ritual de ioga.

Obrigado por se dispor a falar connosco, Deborah. Os nossos leitores têm seguido a sua colaboração com a Rituals há mais de um ano. Queremos saber: que papel desempenha o ioga na sua vida?


Uau. Essa é uma grande pergunta. E não é fácil de responder. O ioga tem tantas facetas, que sinto que o seu papel na minha vida está em constante mudança.

Comecei a praticá-lo mais a sério quando tinha vinte e poucos anos e nessa altura teve um papel muito diferente do que tem agora. Quando comecei, o ioga era simplesmente uma forma de relaxar, de fortalecer o meu corpo e a minha mente.

Ainda o vejo assim, mas depois de estudar a fundo a sua filosofia durante mais de uma década, comecei a ver o ioga como um caminho para a autorrealização. Sei que corro o risco de que não entendam esse grande termo espiritual: autorrealização. Mas utilizo-o num sentido muito básico e acessível. É simplesmente um caminho para nos tornarmos mais completos e felizes. E não tem sequer a ver com obter nada “extra”, mas sim com eliminar o que nos impede de ver a verdade e com tornar consciente aquilo que é inconsciente.

Portanto, suponho que praticar ioga tem, atualmente, um papel bastante importante na minha vida: lembra-me de continuar a trabalhar, interna e externamente. E também me faz sentir bem. Às vezes, é tão simples quanto isto.

 

Que benefícios proporciona o ioga, tanto a nível físico como emocional?


Na verdade, a nível físico e emocional, para mim o ioga tem a ver com criar equilíbrio. É o poder e a beleza desta prática, mas também exige uma enorme auto-honestidade (o que nem sempre é fácil)!

Dependendo do que necessitamos, ou de onde ficámos em desequilíbrio, podemos adaptar a nossa prática.

Por exemplo, quando me sinto apática e preguiçosa, uma prática fortalecedora do ioga dá-me força para continuar e para me sentir novamente motivada. Quando me sinto cansada e exausta, uma prática suave dá-me a oportunidade de restaurar o corpo e a mente.

Portanto, para desfrutar realmente dos benefícios do ioga, deve começar por uma dose saudável de auto-honestidade. Pergunte-se: quais são as minhas tendências? De que forma tendo a ficar em desequilíbrio? As suas respostas serão o mapa para conseguir aproveitar ao máximo a sua prática. E só você pode dar essas respostas.

 


O ioga é algo que se pode fazer em qualquer momento e em qualquer lugar?


A resposta fácil e rápida é sim. Mas não tenho a certeza de que seja completamente verdade. Na minha experiência ao longo dos anos, descobri que praticar ioga regularmente exige dedicação e concentração. Temos de, conscientemente, criar espaço para esta atividade. Temos de a escolher, uma e outra vez, porque há inúmeras tentações que nos aliciam noutras direções, afastando-nos todas elas do tapete de ioga.

Mas o que eu saliento sempre aos meus alunos é que não são necessários 90 minutos num estúdio sofisticado. Pode ser uma prática mais curta.

Portanto, aproveite o tempo que tiver. Vamos ser realistas. O tempo existe quando se quer e se muda as prioridades. Não tentamos fazer mais do que realmente podemos, mas não nos deixamos levar por desculpas. Somos honestos. E desenrolamos o tapete onde e quando podemos.

 

Está na hora de desenrolar o seu tapete


Sentiu-se inspirado pela perspetiva honesta que a Deborah tem do ioga? Então participe nos nossos 3 dias de programa de ioga para o ajudar a começar a praticar. Descubra como o ioga é realmente para toda a gente, desde principiantes a profissionais. E quer esteja a começar a praticar ioga ou a sua ocupada agenda o tenha afastado e precise de voltar a familiarizar-se com o seu tapete, estes 3 dias têm como objetivo motivá-lo e inspirá-lo a praticar ioga.

 

Crie a sua rotina pessoal de ioga, com a Deborah, e unifique o corpo, a mente e a alma. Inscreva-se aqui! 

 

Deborah Quibell

Deborah Anne Quibell é escritora, healer e professora profissional e acredita apaixonadamente na aplicação do conhecimento académico fundamentado nas áreas da yoga e da espiritualidade. É instrutora superior no Instituto de Estudos Internos, possui um doutoramento em Psicologia Profunda e dá aulas de Cura Prânica, para além de yoga e meditação, em estúdios, empresas e online.