“A minha vida com alma” com Claire de Caluwe

Damos-lhe as boas-vindas à nossa nova série mensal “A minha vida com alma”. Através de 13 perguntas de afirmação da vida - inspiradas nos pontos da bússola de The Art of Soulful Living, pedimos a uma pessoa que admiramos para refletir e revelar o seu verdadeiro eu

 

 

Este mês, falámos com a bailarina holandesa Claire de Caluwe que é o rosto da nossa campanha Good Fortune para a coleção Soulful Rituals. Depois de frequentar a Academia Nacional Holandesa de Ballet, em Amesterdão, de Caluwe prosseguiu os seus estudos de dança durante mais 9 anos, pelos Países Baixos, conseguindo um lugar de prestígio no Programa de Jovens Talentos em Scapino Ballet, em Roterdão. Prosseguindo a sua carreira de dança, de Caluwe também trabalha como modelo para marcas internacionais. Aparece na nossa campanha Soulful Rituals, onde a sua performance de ballet capta perfeitamente a graciosidade, a gratidão e o otimismo materializados nos próprios produtos e em The Art of Soulful Living 

 

1. Em que momento do dia é mais reflexiva? 

“Os meus sonhos inspiram a maior parte da reflexão durante o meu dia. Todas as manhãs, no duche, dedico tempo a refletir nos meus sonhos e a inspirar-me para o dia. Tenho sempre pensamentos criativos no duche.” 

  

2. Que pessoa, lugar ou coisa lhe proporciona alegria de forma garantida?

“Viajar e conhecer pessoas e lugares novos proporciona-me alegria e estar rodeada de pessoas criativas inspira-me a encontrar felicidade. Outra coisa que sempre me proporciona alegria é comer uma manga!” 

  

3. Acha que é mais importante perdoar ou esquecer? 

“Primeiro, temos de perdoar para poder esquecer. Não eliminamos a energia negativa se não nos rendermos ao perdão. Embora não tenha a certeza de que seja possível esquecer a 100%, acho que podemos ser mais compreensivos depois de perdoar.” 

  

4. Por que momento da sua vida está mais grata?

“Estou grata pelo apoio da minha família. Sem eles, não estaria onde estou agora. Comecei a perseguir os meus sonhos como bailarina profissional quando era jovem e eles possibilitaram que eu seguisse e desfrutasse da minha paixão e desta viagem. 

  

5. Já encontrou o propósito da sua vida? 

“Ainda estou a descobrir o que vive dentro de mim. O mais importante é estar no momento e desfrutar da vida ao máximo. Estou sempre à procura de ambientes em que possa crescer como ser humano.”  

  

6. Acredita que a compaixão é algo que se possa ensinar? 

“A compaixão é algo profundamente enraizado na natureza humana; algumas pessoas nascem com mais do que outras. No entanto, a compaixão tem muito a ver com a experiência. O mais importante é que o coração esteja aberto a sentir e experienciar compaixão.”  

  

7. O que gostava de fazer de forma mais consciente? 

“Como sempre muito rápido. Um amigo falou-me de comer com consciência e isso ajuda-me realmente a levar o meu tempo e a desfrutar da comida ao comer lentamente e ao estar mais consciente ao fazê-lo.” 

  

8. Como é que outra pessoa saber que é importante para si? 

“As pessoas sentem-no na minha energia. Adoro cuidar das pessoas, fazer com que se sintam confortáveis com a minha atenção e esforço, isso é algo importante para mim.” 

  

9. Quais as 3 palavras que descrevem o seu verdadeiro ser? Com que frequência é que ela aparece? 

“Vulnerável, sonhadora e sincera. Ela entra em contacto comigo todos os dias.”  

  

10. É fiel ou volúvel relativamente às suas paixões? 

“Fiel! Sou leal e apaixonada por tudo o que faço. Diria que sou emocionalmente sensível e atenta.” 

  

11. Em que momento da sua vida é que mais precisou de uma mentalidade positiva? 

“Quando tinha cerca de 12 anos, magoei-me num pé. O meu processo de recuperação foi difícil. Ver todos os meus colegas a treinar no estúdio enquanto eu tentava voltar a caminhar, levou-me para um lugar escuro. Levo a minha paixão a sério, o que tornou esse esforço ainda mais complicado. Olhando para trás, as pessoas contribuíram para essa mentalidade dando-me energia positiva.” 

  

12. O que é que atrai sempre a sua atenção e a mantém no momento?

“Conhecer pessoas novas, criativas e inspiradoras. Almas com uma paixão mantêm-me no momento. A época da COVID-19 fez-me perceber quão importante é viver no momento. A vida é imprevisível, portanto temos de a desfrutar. 

  

13. Qual foi o último ato aleatório de bondade que fez ou viu?

“Quando envio flores às pessoas de quem gosto.” 

Para saber mais sobre os 13 pontos da bússola de The Art of Soulful Living e como pode utilizá-los para promover o seu bem-estar pessoal, clique aqui. 

Amy Lawrenson

Amy Lawrenson

Amy Lawrenson é editora de beleza do Reino Unido, com mais de 13 anos de experiência a escrever para revistas e sites, incluindo ELLE, Grazia, Women's Health e Byrdie. Ela tem um grande interesse em todas as coisas sobre beleza e bem-estar, especialmente cuidados de rosto porque quem não quer uma pele radiante?